Vavá tá na Espanha

Eu era criança e me lembro de uma discussão entre duas mulheres, uma no quintal da própria casa e a outra na rua, do meu lado:

“Ah, vá, vá…”, disse a mulher no quintal.

“Vavá tá na Espanha!”, retrucou a que estava na rua.

Não me lembro da continuação da briga, mas a intenção do texto vai só até aí, mesmo. Até aí onde? Desejarão saber meus exíguos, mas ilustres leitores. E eu respondo:

Bom, para começar, temos pelo menos duas conclusões válidas nessa proposta de crônica: a primeira é que, dada a época em que Vavá esteve na Espanha, dá para avaliar quão remotas são minhas lembranças; a segunda é que, se Vavá estivesse ido para a Espanha hoje, ninguém daria a mínima! Não serviria de referência num xingamento e sequer se transformaria num, na época, ‘meme’.

Grandes coisas Vavá – Edvaldo Izídio Neto, jogador de futebol, que foi para o Atlético de Madrid depois da Copa de 58 – ter ido jogar na Espanha!

Hoje, qualquer um vai! Até o Rony, do Palmeiras, está sendo cobiçado pelo Ajax, da Holanda! Tem uns que vão direto, sem passar por clube nacional, e a gente só fica sabendo que jogam bola quando são repatriados. Tem uns que até se naturalizam no país onde foram jogar…

Hoje, o Brasil tem jogadores na França, na Inglaterra, nos Estados Unidos, na Grécia, na Turquia, na Itália, em Portugal, no Japão, na Rússia, na China… Vavá foi para a Espanha… ora, mas quem é Vavá, e quem se lembra dele?

Dá para contar nos dedos os jogadores da seleção brasileira que atuam no Brasil. Os grandes craques são todos artigos de exportação, com preço cotado em euros. E o sonho dos que ainda não foram é ir. Nem que seja para ficar um pouquinho e voltar com o passe valorizado. Em euros.

Não quero com isso desmerecer nossos valorosos atletas. Longe de mim. Quero só estabelecer a diferença entre épocas no futebol canarinho, as fronteiras que a globalização esportiva rompeu. É bem verdade que mais de sessenta anos separam os dois cenários, mas o que são sessenta anos a quem, como ficou demonstrado no início do texto, estava na ativa quando Vavá foi para a Espanha?

Marco Antonio Zanfra

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.