A turma que (não) escreve direito

Verdades, clichês, manias e birras com a imprensa “O corpo dele foi enterrado”. (Quem imaginaria que enterraram o cara vivo?) Livros voltados para crianças, mensagem voltada para o público adulto. (Parem com pedantismo e mandem pros ares esse “para”). “Confissões” são sempre…

Leia mais

Despedida em 280 toques

Não sei por que o carro parou, eu disse. A gente ia de Florianópolis a Criciúma sem escalas. Via Expressa, BR-101, duas horas de viagem. Não tinha previsão de parada. E de repente ele parou no acostamento da Via Expressa.…

Leia mais

Eu verde, eles amarelam

Lá pelos meus nove, dez, durante as aulas de história do primário, ouvia extasiado as explicações dos professores de que o verde e o amarelo de nossa bandeira remetiam, respectivamente, o primeiro às nossas matas e o segundo às riquezas…

Leia mais

Homenagem ou ultraje?

Cora Coralina, Carlos Drummond de Andrade, Clarice Lispector, Jorge Amado e tantos outros escritores e artistas já tiveram os nomes dados a escolas, bibliotecas, ruas, avenidas, praças. Recentemente, vimos Niterói homenagear seu filho ilustre, Paulo Gustavo, mudando o nome de…

Leia mais

O dia em que ganhamos o Peru

Enquanto o sujeito aboletado na cadeira presidencial em Brasília, diante da vitória do professor Pedro Castillo sobre Keiko Fujimori, lamenta que “Perdemos o Peru”, eu retorno ao início dos anos 1990, quando estive naquele país, então presidido por Alberto Fujimori,…

Leia mais

Dez anos sem ele

No começo de junho, a morte do jornalista – mais que isso, amigo – José Luiz Lima completou dez anos. Em abril ele teria feito setenta, e morreu de um infarto fulminante dois meses depois de vangloriar-se por ser o…

Leia mais

Perseguindo o tempo

Só agora me lembrei que esqueci de fazer um montão de coisas lá atrás, no espaço-tempo chamado passado. Passou, mas, não me sai da cabeça o que eu poderia ter feito, vivido, conquistado, rido ou chorado. Muita coisa ficou no…

Leia mais

Adeus, Lancelot!

Disseram que ele ia dormir numa cama maior, mais macia, num cantinho aconchegante, cheirando a jasmins, ou pão de queijo, ou hortênsias, ou biscoito de polvilho, dependendo da vontade dele; e que ia poder comer o que bem entendesse, manga,…

Leia mais

Uma dor quase crônica

O velho jornalista se espreguiça, agora com mais dificuldade, no banco da sacada de seu apartamento. Pela vidraça, espia o mundo lá fora, quer dizer, o pouco que dá pra ver desse seu mundinho atual: as piscinas, agora vazias por…

Leia mais

Ornitologia para principiantes

Tenho um amigo que inaugura todas as suas manhãs no Instagram com a foto de um passarinho. Tasca lá um bom dia e o ilustra com a imagem de nossos amiguinhos alados, ora se alimentando, ora em posições acrobáticas, ora…

Leia mais

Festa na natureza

Morar na única capital do País, com menos de 300 mil habitantes, tem muitas vantagens. Uma delas é conviver diariamente com as maravilhas da natureza, num momento tão triste, em que temos um genocida na Presidência e ecocidas, no Ministério…

Leia mais

Fábula revisitada

Sou obrigado a conviver aqui em casa com uma numerosa e eficiente colônia de pequenas formigas. Eficiente porque não são necessários mais do que dois minutos para que elas se acerquem de um único e solitário grão de arroz inadvertidamente…

Leia mais