Categoria Baseadas na Realidade

Greves que deixam marcas

Acredito que boa parte dos jornalistas de minha geração participou da malfadada greve de 1979, que parou as redações de São Paulo, mas não impediu que os jornais continuassem circulando. Um movimento mais do que frustrante, mas que também serviu…

Procurando Maria Zélia

Na extinta Folha da Tarde, a secretária do diretor de Redação – na época, editor responsável – era a Maria Zélia. Devia ter menos de 50 anos, pois completou 89 este mês. Aos olhos de uma então “menina’ de 22…

Esperança esperançosa

Dizem. A esperança é a última que morre. Mas, ela não morre de verdade. Fica hibernando para renascer todo dia novo. Nublado ou chuvoso produzindo introspecção, desânimo. Então, vem o Sol, radiante, iluminando tudo à sua frente e fazendo a…

Caminho sem volta

No caminho de volta, não encontrei as marcas que deixei no início de minha jornada. Era uma estrada de terra, empoeirada, invadida em alguns trechos pelo capim seco e ervas daninhas. Não vi pegadas. Nem sinal de vida humana ou…

As aventuras de Muskinho e o ouro de tolo

Sete horas da manhã, acordo com o toque do telefone fixo aqui de casa. Diretamente dos States, é meu amigo Little Musk (o Muskinho), desculpem, mas como privamos de uma certa intimidade desde a infância, eu só o trato assim.…

Minha mãe também era uma peça

Não sei quanto a de vocês, mas minha mãe, plagiando o saudoso Paulo Gustavo, sempre foi uma peça. E não pensem que é de hoje, não. Nascida na roça, região entre sul de Minas e nordeste de São Paulo, no…

Abrace uma vaca

Se o estimado leitor está pensando seriamente em aproveitar esta que parece estar-se tornando a coqueluche do momento, que é a sensação de relaxamento causada graças ao aconchego afetuoso a uma enorme bovina, especialmente da raça holandesa, é necessário que,…

Sobre vírus e vermes

Tempos estranhos esses que estamos vivendo. Confinados. Isolados. Ameaçados por um ser de tamanho desprezível, mas de violência extrema. Um vírus. Impiedoso. Coroado como um rei tirano, despótico, nada esclarecido. Sorrateiro a ponto de nos fazer gelar a um simples…

No campo da sedução

Tinha eu seis, sete anos, morava com meus pais em um sítio, no município de Divinolândia, a cerca de 270 quilômetros de São Paulo. A bem da verdade, a cidade só passou a existir oficialmente dois anos após o meu nascimento. Antes…

As coisas que não são mais as coisas

Sentindo dor no joelho esquerdo, procurei um ortopedista. Enquanto a atendente preenchia compenetrada minha ficha de entrada, com uma ponta da língua sugestivamente escapando entre os lábios, comentei brincando que talvez precisasse trocar a rótula… “Ih, danou-se!”, ela interrompeu seu…

Eu e meu amigo Chuck

O camarada vai passear no Rio de Janeiro, destino nº 1 das celebridades, e dá de cara com um super-herói em apuros. Socorre-o e ele, agradecido, encontra uma forma inusitada de retribuir. Arrout! Não sei se já contei pra vocês,…

Causas naturais

A idade chega sorrateira, sem pedir licença e, de repente, nos põe a recordar bons e maus tempos. No caso presente, um bom momento de um bom tempo de muito trabalho e pouco salário…ou salário nenhum.Falo da finada Gazeta Mercantil,…