O que o tempo altera e vira história

Roger

Entre e conte sua história!

“Agora é hora de contar história. Deixar o tempo reviver na memória o que foi
passado, o que foi emoção, o que foi glória. Conto um conto cheio de encanto, de alegria ou pranto.
Um final feliz, simples e pronto.”

O nome certo no lugar errado

Descendente de italianos, dupla cidadania, o carioca Ricardo Di Biaggio morou cerca de seis anos em Roma, onde trabalhou como motorista de caminhão. Com a chegada do euro, a vida ficou mais difícil por lá, principalmente para quem ganhava pouco, e ele se viu obrigado a retornar ao Rio de…

Sobre vírus e vermes

Tempos estranhos esses que estamos vivendo. Confinados. Isolados. Ameaçados por um ser de tamanho desprezível, mas de violência extrema. Um vírus. Impiedoso. Coroado como um rei tirano, despótico, nada esclarecido. Sorrateiro a ponto de nos fazer gelar a um simples espirro, uma dorzinha de cabeça. A paranoia mostra suas presas….

Bodas de Prata

A gente pode comemorar uma separação? Pois cá estou eu, neste 17 de março, comemorando Bodas de Prata ao contrário: completo vinte e cinco anos de um descasamento muito feliz e harmonioso com a bebida. Sabe aquele padrão Alcoólicos Anônimos, segundo o qual a sobriedade se mantém um dia após…

A ilha submersa

Era uma ilha bem distante. Quase no meio do oceano e muito longe do continente. Isolada e misteriosa, não constava de qualquer mapa cartográfico. Na prática, não existia para o mundo exterior, pois ninguém a conhecia. Mas, era habitada. Por um povo altivo, nobre, e muito desenvolvido. Conhecia muito bem…

Desce o braço, Jesus!

A história que se segue é antiga, mas acho que nunca é demais repeti-la, em primeiro lugar porque vem aí a Semana Santa; segundo, porque se baseia em fatos reais (fonte fidedigna, aquelas coisas); terceiro, porque é saborosa demais. Evidentemente, por motivos que veremos mais à frente, conto o milagre,…

O poder da “Palavra Impecável”

Palavra tem poder. Para o bem e para o mal. Se utilizada inadvertidamente, pode ofender, machucar. Causar estragos irreparáveis. Mas, se a palavra utilizada for impecável, ou seja, sem pecado, leva o interlocutor (a pessoa que escuta a palavra pronunciada) diretamente ao céu. Um elogio, uma palavra de conforto, de…

No campo da sedução

Tinha eu seis, sete anos, morava com meus pais em um sítio, no município de Divinolândia, a cerca de 270 quilômetros de São Paulo. A bem da verdade, a cidade só passou a existir oficialmente dois anos após o meu nascimento. Antes disso, o lugar era conhecido como Sapecado, comarca de São…

As coisas que não são mais as coisas

Sentindo dor no joelho esquerdo, procurei um ortopedista. Enquanto a atendente preenchia compenetrada minha ficha de entrada, com uma ponta da língua sugestivamente escapando entre os lábios, comentei brincando que talvez precisasse trocar a rótula… “Ih, danou-se!”, ela interrompeu seu trabalho e exclamou com um charmoso sotaque levemente nordestino. “Isso…

Eu e meu amigo Chuck

O camarada vai passear no Rio de Janeiro, destino nº 1 das celebridades, e dá de cara com um super-herói em apuros. Socorre-o e ele, agradecido, encontra uma forma inusitada de retribuir. Arrout! Não sei se já contei pra vocês, mas sou amigo do Chuck Norris. O mais certo seria…

Apocalipse now

Quando cursei o catecismo para fazer a primeira comunhão, mais de remotos cinquenta anos atrás, acostumei-me à ideia de que Deus acabaria com o mundo de uma só tacada. De tanto ouvir a alegoria do Juízo Final, dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse galopando pelos céus enquanto a terra era consumida…

Cachorro da terceira idade

Estava eu outro dia com meu majestoso labrador perto do portão de casa, observando pacientemente a tarde cair, quando uma gentil senhorinha parou na rua e elogiou a beleza do espécime – o de quatro patas – e perguntou a idade dele. Dez anos, respondi. E então ela comentou, como…

“Pai, fui assaltada!”

Devia ter passado um pouco da meia-noite quando o telefone tocou, na cabeceira da cama. Calculo que fosse pouco mais de meia-noite porque tinha me posto a dormir minutos antes e já estava nas proximidades do reino de Morfeu. O sono, todavia, ainda não havia transposto os suntuosos e nebulosos…

O que o tempo altera e vira história

Agora é hora de contar história.
Deixar o tempo reviver na memória o que foi passado, o que foi emoção, o que foi glória.
Conto um conto cheio de encanto, de alegria ou pranto.
Um final feliz, simples e pronto